Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \29\UTC 2011

Me passaram um site muito interessante e com vários produtos diferentes a venda. A ideia é que qq um possa colocar um produto que ainda não existe no mercado, nesse site. Vc imagina um produto que gostaria de ver produzido, as pessoas dão ideias e sugestões de alterações.
Se, por exemplo, 100 pessoas acharem que seria interessante o produto, e se comprometerem a comprá-lo caso ele venha a ser produzido, o projeto é encaminhado para especialistas e uma empresa se compromete a produzi-lo. Aí deixo uma fotinha prévia de uma tábua-organizadora, e linda! This is design!
Aqui: http://www.quirky.com/

Tá em Choque?

clau!

Read Full Post »

Nos dias 16 e 17, a partir das 16h, o grupo Barbatuques e a Cia. Cabelo de Maria sobem ao palco do Itaú Cultural, respectivamente, para o show do projeto Rumos Música Infantil. As apresentações integram a etapa de difusão dos trabalhos selecionados na mais recente edição do Rumos Música que, até outubro, mostrará ao público os 12 contemplados na categoria Infantil .

Barbatuques apresenta no sábado, dia 16, o espetáculo “Tum Pá” – primeira montagem do grupo totalmente dedicado ao público infantil. No palco, oito músicos transformam efeitos vocais e sons corporais em ritmos e melodias, em um repertório no qual canções inéditas dividem espaço com músicas da cultura popular em versões originais e inusitadas, como Sambalelê e Peixinhos do Mar.

 

No domingo, 17, a Cia. Cabelo de Maria sobre ao palco com a apresentação São João do Carneirinho. O grupo faz uma celebração ao período junino, quando se agradecem as colheitas realizadas e se acendem as fogueiras fazendo pedidos para o próximo ano. Cantigas de domínio público e de outros compositores, como “Farofa fa” e “Severina Xique Xique”, também fazem parte do espetáculo, e o público é convidado a cantar e participar das brincadeiras.

Todos os espetáculos serão gravados ao vivo e transformados em programas de 30 minutos, contendo cenas do show e entrevistas com os artistas. Os programas serão disponibilizados nas tevês parceiras do Itaú Cultural em todo o Brasil.

As apresentações serão gratuitas e os ingressos serão distribuidos com meia hora de antecendência. O Itaú Cultural fica na Av. Paulista, 149, próximo a estação Brigadeiro do Metrô…..

 

Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

Conheçam o talento de Marta Gómez, um bálsamo de poesia e boa música com um toque de jazz latino.

Ela é colombiana e além de cantora é também compositora.

Marta Gomez compõe com suas memórias de infância e o cotidiano de sua terra natal, a Colômbia de Gabriel Garcia Marques. Músicas originais e não raro com conteúdo social. É assim que ela canta a vida de um menino que desde os 7 anos trabalha nas minas de sal na Bolívia na música “Basílio”, inspirada no documentário “El minero del diablo”.

E não fica só nisso: ela vai à luta e se engaja de fato no trabalho social. Mantém desde 2004 uma fundação e faz séries de shows beneficentes para arrecadar fundos seja para crianças vítimas de abuso sexual na Colômbia ou para a educação de crianças que moram em um lixão na Guatemala.

Sua discografia mais recente inclui os álbuns: Sólo es vivir (2003), Cantos de Água Dulce (2004), Entre Cada Palabra (2006) e Musiquita (2009).

Música “Te extraño”:

Letra “Receta”: 

Receta

 

Receita

 

   
1/4 de chile verde, 1/4 cheiro verde,
1 cebolla, vino y un puño de ajonjolí 1 cebola, vinho e um punhado de gergelim
4 zanahorias, 1/2 panela 4 cenouras, 1/2 panela
Clavo, canela y un poco de anís Cravo, canela e um pouco de anís
   
Y está el amor cocinándose E o amor está cozinhando-se
Y está el dolor alejándose E a dor afastando-se
   
Y está este beso a término medio E é este beijo é a medida
Sólo para ti. Só para você.
Ven a sacarlo pronto del fuego Tire logo do fogo
¡Antes de hervir! Antes de ferver!
   
1/3 de luna llena, un cuarto y muchas velas 1/3 de lua cheia, um quarto e muitas velas
Y un lugar para dormir E um lugar para dormir
4 pies descalzos, 1/2 panela 4 pés descalços, 1/2 açúcar mascavo
Clavo, canela y un poco de ti. Cravo, canela e um pouco de você.
   
Y está el amor calentándose E o amor está esquentando-se
Y está el dolor alejándose E a dor afastando-se
   
Y está este cuerpo a término medio E este corpo é a medida
Sólo para ti. Só para você.
Ven a sacarlo pronto del fuego Tira logo do fogo
¡Antes de hervir! Antes de ferver!

 

 

Tá em Choque?

GABI!

 

Read Full Post »

Esse livro conta a história de um menino que ainda criança, perde toda sua família na guerra civil do seu país: Serra Leoa. Uma guerra que iniciou antes mesmo dele nascer, dois partidos brigavam pelo poder, e assassinavam uns aos outros mesmo sabendo que todos eram de uma mesma nação. ISHMAEL BEAH, aos 12 anos de idade foi obrigado a lutar pela vida, mas não sabia que recompensa teria, porque não havia mais expectativas de viver feliz sem sua família. No começo lutava somente por comida, mas a cada tentativa de sobrevivência, mesmo se mantendo vivo, Ishmael sentia que um pedaço de si morria também. Depois de certo tempo sozinho no mundo, começou a matar, pois era matar ou morrer naquele lugar onde leis não existiam mais. Com o passar do tempo, matava de uma forma cada vez mais cruel , só para superar o último assassinato que havia cometido. Sua mente agora só pensava em mortes, guerras, e sofrimento. As vezes o único alimento que tinha eram drogas, ele mistura cocaína, maconha e pólvora, uma mistura explosiva que o deixava anestesiado de suas próprias atrocidades. Mas depois de 2 anos envolvido com a guerra, a vida lhe proporciona uma surpresa, foi escolhido pela Unicef, dentro do seu batalhão de guerrilha, para ser reabilitado e voltar a ter uma vida normal de um garoto de 15 anos. Mesmo depois de reabilitado pelo Unicef, seguiu fugindo da matança e de seus muitos fantasmas. Com 25 anos, Ishmael relata sua incrível experiência, que é difícil imaginarmos que uma criança possa passar, reside nos Estados Unidos em NovaYork e é formado pelo Oberlin College com Bacharelado em ciências políticas, é membro do comitê dos direitos da criança da ONG Human Rights Watch, partcipa de diversos congressos sobre crianças afetadas pelas guerras, e não imaginaria que estaria vivo até hoje nem mesmo em escrever um livro. Esta é uma lição de força e vida.
Tá em Choque?
 
GABI!

Read Full Post »

Skate e arte

Tá em Choque?

clau!

Read Full Post »

Idéia muito boa, mas pq será q eu vejo pessoas se acotovelando aqui no Brasil?

Tá em Choque?

clau!

Read Full Post »

Violino e Rabeca: Da França ao Brasil

 
Nicolas Krassik, apesar de francês, parece mais brasileiro que muitos brasileiros, tamanha sua paixão pela nossa terrinha. Ele já mostra isso no jeito de falar, de contar histórias principalmente quando ele largou tudo e veio morar no Rio de Janeiro, tocar violino e rabeca e sentir a alma brasileira. E conseguiu. 
 
Radicado no Brasil, desde setembro de 2001, descobriu a música brasileira em eventos realizados em Paris.

Chegando ao Rio de Janeiro, teve imediato contato com o Samba, o Choro, o Forró, no bairro da Lapa, tocando com grandes artistas brasileiros.

Foi a sua forte e natural identificação com a cultura brasileira que fez com que Nicolas decidisse ficar no Brasil.

Nicolas Krassik é formado em música erudita pelo Conservatoire National de Region d´Aubervilliers-la Courneuve, e em Jazz pelo C.I.M. (Centre de Fomation Musicale de Paris).

Sua atuação no cenário musical carioca logo resultou em diversos convites para participações: -no Cd “Nome Sagrado”e DVD “A madrinha do Samba” da cantora Beth Carvalho -no CD de Argemiro Patrocínio, da Velha Guarda da Portela produzido por Marisa Monte e Paulão ‘7 cordas’ -no CD “Café Brasil II” do grupo Época de Ouro -nos Cds da Marisa Monte “Infinito particular” e “Universo ao meu redor”.

Ele já tocou com artistas consagrados como: Yamandú Costa, Beth Carvalho, João Bosco, Marisa Monte, Marco Pereira, Paulo Sérgio Santos, Henrique Cazes, Zé Carlos Bigorna, Hamilton de Holanda, Carlos Malta, Chico Chagas, Maria Teresa Madeira, Zé da Velha, Silvério Pontes, entre outros.

Depois dos CDs “Na Lapa” e “Caçuá”, mistura de Choro, Samba e Baião, Nicolas está lançando o terceiro chamado “Nicolas Krassik e Cordestinos”, dedicado à Música Nordestina.

Nicolas Krassik e Cordestinos tem em seu repertório composições de grandes nomes da música nordestina, como Dominguinhos, Sivuca e Gilberto Gil. Mas há espaço também para composições dos integrantes do grupo. Do próprio Nicolas, o álbum traz “Cordestinos”; de Guto Wirtti, “Meu galo”. Destaque ainda para “Assum preto”, de Dominguinhos e Humberto Teixeira, e “Caminho do sol”, de Hermeto Pascoal. Participam do trabalho, como convidados especiais, os músicos Yamandú Costa, Hamilton de Holanda, Carlos Malta e João Hermeto. O disco traz, ao todo, 12 faixas, entre as quais está o samba “Opinião”, de Zé Ketti, único tema não nordestino do repertório. “Escolhi esse samba por achar que ele ficaria lindo se tocado com instrumentos do Nordeste, como a rabeca”, explica Nicolas. 

Ouça trechos das músicas em MP3

 Relembrando Meu Pai 
Oswaldinho No Forro 
Cordestinos 
Meu Galo 
Caminho Do Sol

 Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: