Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \23\UTC 2012

 

Tá em Choque?

GABI!

Anúncios

Read Full Post »

Semana passada terminamos (eu + equipe) de escrever um edital do Ministério da Cultura para criação de um documentário. Nosso projeto se referia às danças dramáticas em Mogi das Cruzes, mais especificamente Moçabique e Congada.
Sendo assim, a Grazie, uma das peças de nossa equipe, foi aprofundar seus conhecimentos lendo um livro de Mário de Andrade (já que ele foi uma das pessoas que mais pesquisou danças dramáticas no Brasil). Foi até a biblioteca Mário de Andrade no centro e pegou o livro “Cartas a Anita Malfatti”.
 
 
Então ao encontrar a Grazie num show dias desses, eu percebi sua empolgação ao falar do livro. Confesso que fiquei entusiasmada e estou esperando ansiosamente o livro cair em minhas mãos para eu me deleitar…….hehehe
 
Ela foi me contanto que as cartas que Mario escrevia a Anita eram incríveis, que ele contava tudo o que estava acontecendo aqui para ela, e também disse que Mário estava sempre adoentado. E sem contar que a Grazie e o Smile (marido dela) ficaram discutindo se Mário e Anita tinham um caso de amor, ou se era apenas amizade: “Claro que ele pegou…..” – “Ah, acho que não pegou não…….” – Ilário 
 
Interessante mais ainda é o fato de através dessas cartas ser possível ter acesso as intenções e aos processos de criação de Mário, como também informações sobre a história do modernismo literário e uma parte da história da cultura brasileira. 
 
Ela até me mandou um trecho por email que subscrevo a seguir:
“…desta nossa triste Paulicéia, que hoje não é mais desvairada, mas, sim, avoada, cheia de arranha-céus, de viadutos, de dois para três milhões de gente que brotaram não sei de onde. Tudo se movimenta, tudo trabalha, tudo faz barulho, a ambição se condensa por cima dos homens e das casas numa nuvem feita como cogumelo que parece bomba atômica…”
Anita Mafaltti em Carta para Mário de Andrade, 1955
Acabei de descobri uma coisa importante dessa carta:

“Quando se completaram dez anos da morte de Mário, o jornal Diário de São Paulo encomendou a Anita uma carta, que é esta”…..Ohhhhhhhhhh

Quer ler a carta na íntegra? Aqui

Bom, este livro também já faz parte da minha lista de livros que quero ler……
 
Tá em Choque?
 
GABI!

Read Full Post »

Ontem dando uma volta pela internet me deparei com o hormônio Ocitocina (ou Oxitocina).

Ocitocina

Eu não conhecia o Ocitocina, e me surpreendi com as emoções que ele é capaz de produzir nas pessoas…….

Ele tem a função de promover as contrações musculares uterinas durante o parto e a ejeção do leite durante a amamentação. A mãe produz mais ocitocina no parto, justamente para estreitar o vínculo entre ela e o filho.

Descobri que foram realizadas pesquisas (tratamento da timidez, emoções positivas para a saúde fisica e mental)  recentes onde relacionam sentimentos positivos à maior produção de oxitocina.

A ocitocina é liberada em grandes quantidades nas relações sexuais, durante o parto e a amamentação. 

É uma substancia que melhora o vínculo, a capacidade amorosa e a fraternidade, por isso é conhecida popularmente como o hormônio do amor.

Além de ser bom para as mulheres, para os bebês, pode ser muito bom para os homens também. Já foi feito um estudo onde comprovou os poderes do ocitocina no comportamento masculino.

Após a aspiração de spray nasal de ocitocina, os homens se tornam pessoas mais amorosas, mais sensíveis, menos gananciosos, menos violentos e agressivos, mais generosas para com o outro.

E aí, minha pesquisa foi se aprofundando e eu caí na Testosterona………a qual também  foram feitos estudos…….

A testosterona, hormônio masculino, está ligado a alguns comportamentos agressivos, além de atitudes egocêntricas.

Testosterona

Pesquisadores do Wellcome Trust Center for Neuroimaging da University College, em Londres, realizaram um estudo com mulheres, já que a testosterona é secretada pelas mulheres em doses muito menores do que pelos homens.

O grau de cooperação foi testado em dois grupos de mulheres que receberam doses alternadas de testosterona e placebo.

Ao responderem um questionário-teste, as mulheres tinham que cooperar umas com as outras para encontrar uma resposta comum, em caso de desacordo.

Com isso, os pesquisadores descobriram que quando as doses de testosterona foram administradas a “cooperação foi significativamente reduzida”.

“Altas doses de testosterona foram acompanhadas por um comportamento egoísta”, segundo um comunicado divulgado por ocasião da publicação do estudo na revista britânica Proceedings of the Royal Society B.

Acho que as pessoas estão precisando de Ocitocina,  e se fosse uma exigência do Ministério da Saúde, assim como o iodo no sal?

Falta de generosidade, solidariedade, gratidão pelo que foi conquistado, alegria por estar perto da família e dos amigos??? Ocitocina é a solução……..

Abaixo a Testosterona, Queremos Ocitocina !!! hahaha

Vou começar uma campanha, com camisetas, cartazes, bonés, e bolhas de sabão com ocitocina pela cidade…………(né Torugo…..rs)

Essa história toda me fez lembrar do filme Perfume………..será que ele adicionou Ocitocina na fragrância?

Na verdade, penso que costumamos procurar o que nos traz bem estar nas coisas que temos ou podemos ter, nas outras pessoas, em barbitúricos, em drogas, em lugares externos de nós mesmos……………

Mas por que parece que algo sempre continua faltando?

Talvez seja porque procuramos nos lugares errados, temos que aprender a olhar para dentro de nós.

Lá temos a ocitocina e a testosterona necessária para nossa sobrevivência em perfeito equílibrio….

Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

Seria muita inveja, qualquer critica negativa!

Vik Muniz

Tá em choque?
vito!

Read Full Post »

Nem folclórica, nem vanguardista, a música que vinha pela vitrola ou pelo rádio tinha tudo para ser ignorada por Mário de Andrade. Não foi. O maior musicólogo brasileiro foi um ouvinte atento da música urbana brasileira e lhe dedicou um punhado de páginas importantes. Muitos pesquisadores leram tais ensaios como manifestações de um desprezo elitista – sobretudo quando tratavam a produção midiática com o adjetivo “popularesca”. Na contramão dessas leituras, o presente curso, criado em homenagem aos 90 anos da Semana de Arte Moderna de 1922, buscará mostrar a riqueza das escutas de Mário. Suas viagens sonoras pelos sons do Brasil, sem nenhuma dúvida, vão muito além de qualquer preconceito.

Quando: terças-feiras, das 20h às 22hs (6, 13, 20 e 27 de março; 3, 10, 17, 24 de abril).

Ministrantes: André Domingues, crítico e pesquisador musical

Público alvo: livre

Serviço

Quando:
Ter 06/03 às 20:00

Quanto:
Grátis
Onde:
Centro Cultural Aúthos Pagano

Endereço:
Rua Tomé de Souza, 997 City Lapa – São Paulo-SP Tel: 3836-4316

Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

Pra falar desse álbum, não tem como não contar a sua história. Então lá vai um pedacinho da história que eu sei…….

Em Julho de 1969, por conta das idéias tropicalistas, Caetano Veloso foi exilado para Londres. Mesmo fora do país “Caê” enviava artigo para o jornal “O Pasquim” e músicas para alguns intérpretes como Roberto Carlos, Gal Costa, Maria Bethania e Erasmo Carlos. Neste exílio “Caê” lançou o álbum “Caetano Veloso” (1971) com canções compostas em inglês e logo em seguida, lançou “Transa” que representava seu retorno ao país. O disco foi lançado em janeiro de 1972, exatamente há 40 anos. Ohhhhhhhhhhh.

Em 1971, conseguiu um visto para voltar ao Brasil para acompanhar a comemoração dos 40 anos de casamento de seus pais. Aqui no Brasil surge o álbum com o nome Transa, que é uma “transa de linguagens e ritmos”. É uma miscelânea de inglês com português, rock com samba, baião e blues.
Há uma entrevista de “Caê” no Jornal do Brasil onde ele conta: “Chamei os amigos para gravarem Londres. Os arranjos são de Jards Macalé (violão e guitarra), Tutti Moreno (bateria), Moacyr Albuquerque (baixo) e Áureo de Souza (percussão). Não saíram na ficha técnica e eu tive a maior briga com meu amigo que fez a capa. Como é que bota essa bobagem de dobra e desdobra, parece que vai fazer um abajur com a capa, e não bota a ficha técnica? Era importantíssimo. […] Gosto do disco todo. Orgulho-me imensamente deste som que a gente tirou em grupo”.
 
 “Transa” é tão importante musicalmente (e politicamente) que foi eleito em uma lista da versão brasileira da revista “Rolling Stone” como o décimo melhor disco brasileiro de todos os tempos e, nesse ano, há uma campanha na rede social Facebook intitulada “Queremos ‘Transa’, do Caetano Veloso, ao vivo”.
 

Baixar

Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

Hoje farei um post especial: “Um Agrado para o Amor!”

Ah, o Amor! Sem amor eu nada seria………………

Penso que o amor sempre, sempre precisa ser regado. E ás vezes, com os contratempos da vida e com essa corrida louca sempre por um pouco mais de tudo, esquecemos de pequenas coisinhas simples……..mas que fazem toda  a diferença no bem estar pessoal, emocional, social……..

E por isso, hoje posto um cartão para ser entregue ao amor, só para fazer um agrado ao bem amado e lembrá-lo do quanto é especial.

A mensagem do cartão é simples, pois o que importa á a lembrança do amor e a intenção da ação.

Aí é só recheá-lo com escritos pessoais e únicos dos casais. Afinal cada casal tem sua linguagem própria que é cunhada com a convivência amorosa.

Eu dou o empurrãozinho inicial com o cartão e o complemento é todo seu.

Um simples gesto pode deixar o dia mais feliz e a noite mais caliente. Ah se pode………

O amor não pode ser deixado de lado………

O cartão funciona assim: você baixa o arquivo aqui, que já está numa boa resolução e no tamanho correto para imprimir numa folha A4.

Depois de impresso, recorte na linha e dobre na metade e depois na metade de novo.

Está pronto !!!

Mande lembranças ao Amor !!!!

Ah! O Amor!!!

 Essa semana estou me dedicando a ouvir João Gilberto, talvez minha inspiração tenha partido daí……..

O Nosso Amor – João Gilberto

O nosso amor, Vai ser assim,
Eu prá voce, Voce prá mim
O nosso amor, Vai ser assim,
Eu prá voce, Voce prá mim

Tristeza, Eu nao quero nunca mais,
Vou fazer voce feliz,
Vou querer viver em paz,
O destino é quem me diz

 Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: