Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘arte cultura moda’ Category

E pra quem tá cansado de desenhar sozinho em casa….padaria vira ponto de encontro de ilustradores.
Veja o vídeo abaixo e entenda mais.

Faça parte e veja onde acontece os encontros do Pupunha ink, pelo site.

Tá em Choque?

CLAU!

Read Full Post »

ilustração de marcita para o stand da Kalimo

Tentarei escrever toda semana o “Tô em choque com tanto talento!”, comentando sobre pessoas que conheço que deveriam ser conhecidas por todos! Começarei com uma pessoa que conheci a alguns anos num curso de Ilustração do IED, a Marcita, como me foi apresentada. Chegou lá com seu sorrisão na cara, seu jeitinho paulista, sua tatoo de coração, dizendo que só sabia desenhar homem-palito! Grande mentira, pq pude ver seu talento logo nas primeiras ilustrações e amei. A partir daí venho acompanhando seu trabalho que é cheio de cores, com um traço único tremidinho algumas vezes e tudo muito divertido. Como freelancer ou ministrando nas oficinas do Sesc espero que Marcita continue deixando sua marca por aí afora e que todos possam ver. Segue um pouquinho mais de Marcita abaixo e se vcs acham q ela aprendeu tudo isso no curso…. não! O talento já existia muito antes!

Tá em choque: Vc se lembra qdo começou a desenhar?
Marcita: Eu desenho desde pequena, como qualquer outra criança. Lembro de ter tido interesse em aprender proporção humana fazendo um curso de mangá. Aí eu pegava alguns rentais leves, de amigos, e redesenhava vestidas, ia inventando as roupas… Sempre fiz desenho livre. Nunca tive saco pra curso… e não considero que eu saiba desenhar…

TEC: Qual foi seu primeiro desenho?
Marcita:
Puxa, eu fazia pequenos desenhos para ilustrar os flyers dos fanzines que eu fazia na adolescência. Lembro de brincar de desenhar. Eu chamava de brincar… E lembro quando eu achei que tivesse inventado uma técnica de textura. Eu era pequena e pintei em uma folha por cima do pano de prato da minha mãe. Ganhou textura e eu achei o máximo, que tinha inventado!

TEC: Prefere motion ou estático?
Marcita:
Eu gosto dos dois. O estático me faz pensar em movimento, como não gostar disso?

TEC: Um trabalho que amou fazer…
Marcita:
Puxa, acho que todo trabalho que publico no meu portfólio eu gosto exatamente por causa do processo de liberdade de criação. Eu gosto da liberdade, do frio da barriga que dá pensar se aquilo é belo, se diz algo… Eu gosto de trabalhos coloridos, que tenham imperfeições. Tanto dos meus quanto a dos que vejo como referência.

TEC: Um que odiou…
Marcita:
Os trabalhos quadrados, que eu preciso usar gradiente. Eu confesso, eu o-d-e-i-o usar gradiente. Gosto muito de 2D, quando preciso iluminar algo, morro.

TEC: Um trabalho q queria ter feito…
Marcita:
Caramba, vários! Sou uma invejosa de vários talentos! Eu queria ter feito os trabalhos do Michel Gondry, por exemplo. Piro no trabalho da ilustradora Linn Olofsdotter. Sou fã confessa do Bosch… Ou seja, é muita gente talentosa que eu queria um pouquinho de tudo hehe

TEC: Uma música pra desenhar…
Marcita:
Instrumental, com certeza. The Album Leaf e American Analog Set são boas pedidas nesse quesito ♥

TEC: Suas inspirações…
Marcita:
Vem de todos os lados: da música, do underground, das leituras diárias, dos artistas que eu gosto, do estado de espírito…

TEC: Um lugar em Sampa…
Marcita:
Uhhh… A Paulista anoitecendo, o centro de São Paulo em um dia frio com garoa…

TEC: Um lugar fora de Sampa.
Marcita:
A Bahia! ♥♥♥ Particularmente, a Chapada Diamantina.

TEC: Uma expo inesquecível.
Marcita:
Os Gêmeos na Faap. Foi a exposição mais linda que eu já vi. Não havia um pedacinho sequer, centímetros, que eles não tivessem ocupado. Interativa… Gente, eu tive vontade de dormir lá dentro.

TEC: Um sonho a longo prazo?
Marcita:
São muitos, todos pipocando, querendo ser já, mas eu sei que são a longo prazo. Com certeza é continuar aprendendo cada vez mais e viajar, sempre que houver tempo e dindim.

TEC: Uma pessoa que admira.
Marcita:
Michel Gondry e Wong Kar Wai. Um pela criatividade, outro pela sensibilidade. Sendo que os dois tem tudo isso aí e um pouco mais.

TEC: No que está trabalhando agora.
Marcita:
Geralmente eu estou sempre fazendo algo. Estou no período entressafra, digamos assim.

TEC: O que fará no tempo livre?
Marcita:
Procuro estar com os amigos, indo a cinema, exposições, teatro… ao boteco jogar conversa fora. Eu leio, procrastino na internet. Aliás, meu nome é Márcia, podem me chamar de Marcita. Meu sobrenome? Procrastinação, tsc-tsc

TEC: Qual sua próxima viagem?
Marcita:
Tá chegando o ano novo, e como em todo ano novo, criei uma tradição pessoal, é passar a noite de reveillon em qualquer cidadezinha interiorana próximas a cachoeiras : )  Clau, obrigada pela entrevista divertida. Desculpa, mais uma vez a demora. Espero que o blog bombe pq a ideia é muito, muito, muito bacana. Eu acho o máximo. É como um fanzine online sobre ilustração. Demais!
Beijocas estaladas!!!

TEC: Tb me desculpe a demora! Nós que agradecemos que pudemos ilustrar o blog com seu talento! Estará aqui sempre que tiver novidades, no caso, sempre!
Mais sobre Marcita aqui.

Tá em Choque?
CLAU!

Primeira ilustração que vi da Marcita

Isso que ela faz no tempo livre! 😉

Read Full Post »

Vou confessar que conheci o Vik Muniz quando ele fez a “entrada” da novela global, acredito que foi ali um ponta pé inicial para o nome “aparecer” na mídia nacional, depois pesquisando vi que ele tinha uma longa jornada, achei trabalhos dele de 1987 já muito rico, penso eu! “quando eu nasci ele já era bom!” e o trabalho dele só veio melhorando e o melhor de tudo se renovando, na minha opinião ele é uns dos artistas brasileiros que mais criam com diversos materiais, o que faz ser mais artista ainda, sabe usar de varias ferramentas para criar, com certeza é uma referência muito importante para mim, parabéns pelo prêmio!

Site: http://www.vikmuniz.net/
Mais sobre o artista: http://pt.wikipedia.org/wiki/Vik_Muniz

Homem do Ano GQ na categoria Artes 2011

A capacidade de surpreender de Vik Muniz parece inesgotável. Indicado ao Oscar de Melhor Documentário com seu Lixo Extraordinário, que mostrava seu trabalho com catadores de um lixão no Rio, ele passou o primeiro semestre buscando apoio para a associação de seus novos protegés. Em setembro, apresentou em Nova York a série inédita de telas feitas a partir de rasgos de revistas, jornais, livros e publicidades que reproduz obras de grandes mestres. Espécie de impressionismo midiático, essa nova empreitada ressuscitou as maçãs de Cézanne, o absinto de Degas, os campos de trigo de Van Gogh, a Crucifixion, de Thomas Eakins, de rasgos de textos sagrados. “Fiquei muito surpreso, para falar a verdade, com o prêmio. Não sou um homem muito ligado a lifestyle, mas gostei muito do reconhecimento da revista”. Com esse jeito simples, o criativo e inquieto artista plástico Vik Muniz agradeceu ao prêmio de Homem do Ano na categoria Artes. “É incrível voltar ao país para participar da cultura por aqui de uma forma mais completa. Arte contemporânea não é privilégio, é direito”, disse, no palco, ao receber o prêmio do pequeno Paulo Marinho.

Fonte: (http://gq.globo.com/men-of-the-year/surpreso-e-feliz-o-artista-plastico-vik-muniz-recebeu-o-premio-de-homem-do-ano-na-categoria-artes/)

Tá em choque?
vito!

Read Full Post »

Muito interessante essa informação, todos nós sabemos que CMYK são as cores ciano, magenta, amarelo e preto, porém poucos sabem a origem e significado desses nomes, achei esses dados numa aposta on-line. (http://pt.scribd.com/doc/59494171/cor-transpar)

Read Full Post »

Hoje vou começar uma série de posts com bons documentários sobre grandes artistas que venho assistindo nos últimos meses, entre eles Leonardo da Vinci, Rembrandt Van Rijn, Paul Klee, Veronese, Escher e muito mais, para quem gosta de arte vai ficar em choque ao ver as técnicas aplicadas, os contextos das obras e o talento  inquestionável de qualquer um deles. Com certeza cada vídeo que irei postar vai agregar muito em todos os aspectos, até as músicas de fundo acalmam e te elevam a um ponto de foco e concentração no documentário.

Para começar Leonardo Da Vinci. Você irá surpreender e entender por que o nome dele foi eternizado, ele não é o gênio das “engenhocas” como todos pensam, ele “apenas” (não tiro o mérito dele, por que realmente era fora de série, mas muitas coisas não foram ele quem as inventou) aperfeiçoava muitas coisas que já existiam desde a asa-delta até o Homem-Virtruviano, porém na pintura foi realmente um GÊNIO! Isso por que ele falava que suas mãos não acompanhavam sua inteligência, penso eu SE acompanhasse!?!?!?!

Completos!

Tá em choque?
vito!

Read Full Post »


No Memorial da América Latina uma mão sangrenta de 7 metros de altura sai do chão. O autor Oscar Niemeyer diz:

“Suor, sangue e pobreza marcaram a história desta América Latina tão desarticulada e oprimida. Agora urge reajustá-la num monobloco intocável, capaz de fazê-la independente e feliz.”

Ele obviamente se referia à necessidade de organizar uma Zombie Walk em São Paulo.

Éééé… Tio Oscar tá mais moderno do que suas obras arquitetônicas. Depois de liberar o skate em cima de suas obras no mesmo Memorial da América Latina no evento “1° Encontro Niemeyer de Skate”, agora ele é adepto dos Zombies e pra quem gosta vem ae o “Zombie Walk São Paulo 2011”.
O evento anterior foi muito bom, organizadíssimo, nenhuma confusão. E esse será engraçado!

Continue assim titio Oscar, parece q agora o concretão vai ser usado pelo povo.

Data: 2 de novembro de 2011 (feriado de finados)
Local: Praça do Patriarca
Horário: Concentração às 15h e saída às 17h

Tá em Choque?
CLAU
!

Read Full Post »

Os fones de ouvido da Kotori são lindos e personalizáveis! Dá pra mudar a cor dos fios, do controlador de volume, de tudo! Vende pela net e está tudo em japonês, se alguém conseguir comprar, avise que eu compro tb!
Clicando no menu, Kotori 201, dá pra ver uns vídeos muito legais que eles fizeram com os fones!

Tá em choque?
clau!

 

 

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: