Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘cultura’ Category

Entre os dias 1 e 3 de setembro acontece em São Paulo o I Encontro Brasileiro de Pesquisa em Cultura. Com o tema “Pesquisa e produção do conhecimento para além da universidade”, o encontro busca reunir pesquisadores de todo país para debater e organizar o campo da pesquisa em cultura no Brasil. O objetivo é reunir pesquisadores que investigam a área da cultura, dentro e fora da universidade e que estão dispersos no território nacional, nas diferentes disciplinas e em diferentes contextos sociais. Com o encontro, esperamos fomentar o diálogo entre campos, instituições e agentes, evidenciando convergências e oportunidades de colaboração.

O Encontro Brasileiro de Pesquisa em Cultura foi precedido de dois encontros regionais – o I Encontro Paulista dos Pesquisadores da Cultura e o I Encontro Fluminense e Capixaba dos Pesquisadores da Cultura (realizados em 2012 com a participação de mais de 500 pesquisadores). Os encontros regionais demonstraram a carência de espaços de interlocução e a necessidade da realização de um encontro nacional periódico dos pesquisadores em cultura, rompendo barreiras geográficas, disciplinares e institucionais.

Público-alvo

O encontro está aberto a todos os que fazem pesquisa sobre cultura, dentro e fora das universidades. Ele reunirá pesquisadores acadêmicos de todos os níveis, agentes culturais e gestores públicos que desenvolvem investigações no campo da cultura.

Local

O encontro acontece na Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. A escola está localizada no bairro de Ermelino Matarazzo, na Avenida Arlindo Bettio, 1000.

Datas chave

18/02: Lançamento do chamado e abertura das inscrições
15/04: Prazo final para envio dos trabalhos
04/05: Divulgação dos trabalhos selecionados
01/09: Início do encontro

Organização do encontro

O encontro contará com uma conferência de abertura, mesas redondas, oficinas de pesquisa e sessões de apresentação de trabalhos. Este chamado dirige-se aos que têm interesse em apresentar suas pesquisas nas sessões de apresentação de trabalhos

Eixos

A partir dos trabalhos apresentados nos encontros regionais foram elaborados os seguintes eixos temáticos:

Eixo I: Cultura e identidade (cultura periférica, cultura popular, culturas juvenis, identidades, ritos)
Eixo II: Linguagens artísticas (artes visuais, audiovisual, dança, literatura, moda, música, teatro)
Eixo III: Cultura e cidade (cultura e território, patrimônio cultural)
Eixo IV: Mediação (mediação, arte e educação; formação de público; participação cultural)
Eixo V: Economia da cultura (cultura e economia, direito autoral, mercado editorial)
Eixo VI: Política cultural (política e gestão cultural)
Eixo VII: Comunicação (mídia e comunicação, editoração e imprensa)
Eixo VIII: Teoria e história da cultura (história e cultura, memória e oralidade, teoria cultural)

Esses eixos são apenas indicações preliminares, com o objetivo de organizar a avaliação e apresentação dos trabalhos. Isso não impede que pesquisas que não se enquadrem nos eixos sejam apresentadas – podendo, inclusive, dar origem a novos eixos.

Inscrição

O encontro aceitará dois tipos de trabalhos: trabalhos acadêmicos e não acadêmicos. Os dois tipos têm regras de submissão diferentes (explicadas abaixo), mas as sessões de apresentação serão mistas, organizadas pelos temas e eixos temáticos. Todas as apresentações de trabalho terão duração de no máximo 15 minutos. A inscrição de trabalho na categoria acadêmico ou não acadêmico independe de titulação ou vínculo com instituição acadêmica – ou seja, pessoas não vinculadas a instituições universitárias podem inscrever pesquisas de natureza científica e, inversamente, pessoas vinculadas à universidade podem inscrever pesquisas não acadêmicas.

Trabalhos acadêmicos

Os trabalhos acadêmicos devem ter de 5 a 12 páginas, seguir os padrões ABNT e incluir resumo de até 6 linhas, palavras-chave e referências bibliográficas. Os artigos não devem conter a identificação do autor ou autores.

Os trabalhos serão avaliados por pares com duplo-cego (tanto a identificação dos pareceristas quanto dos autores é mantida em sigilo) e a avaliação será coordenada pela comissão de avaliação.

A submissão de trabalhos será feita pelo site: mediante preenchimento de ficha de inscrição e envio do artigo em formato eletrônico pdf. O arquivo deve ser nomeado com as três primeiras palavras do título, sem acentos ou cedilhas, separadas por hífen. Por exemplo, para o artigo de título “Dimensões da cultura e políticas públicas”, o nome do arquivo deve ser: dimensoes-da-cultura.pdf

Trabalhos não acadêmicos

Os trabalhos não acadêmicos podem ter dois formatos: trabalhos escritos e produção audiovisual.

Os trabalhos escritos devem ter de 5 a 12 páginas e incluir um resumo de até 6 linhas. Os trabalhos não devem conter a identificação do autor ou autores.

Os trabalhos em formato audiovisual (vídeos ou gravações de áudio) devem ter até 5 minutos. Eles devem ser submetidos nos formatos mp4 ou mp3 e acompanhados de título e resumo explicativo (preenchidos na ficha de inscrição).

Os trabalhos serão avaliados por pares com duplo-cego (tanto a identificação dos pareceristas quanto dos autores é mantida em sigilo) e a avaliação será coordenada pela comissão de avaliação.

A submissão de trabalhos será feita pelo site: mediante preenchimento de ficha de inscrição e envio de texto em formato eletrônico pdf ou produção audiovisual em formato mp3 ou mp4. O arquivo deve ser nomeado com as três primeiras palavras do título, sem acentos ou cedilhas, separadas por hífen. Por exemplo, para a produção audiovisual de título “Ilha das flores”, o nome do arquivo deve ser: ilha-das-flores.mp4

Serão aceitos trabalhos não acadêmicos que apresentem reflexões ou pesquisa sobre práticas e produtos culturais e que contribuam para aprofundar sua compreensão.

Não serão aceitos trabalhos que sejam apenas obras criativas ou artísticas, independentemente do valor estético ou cultural.

Não serão aceitos trabalhos que sejam puramente descritivos e não contenham elementos de reflexão ou investigação.

Sugere-se que os trabalhos não acadêmicos contenham uma apresentação geral da ação ou produto cultural, histórico, justificativa da sua relevância e questões e reflexões suscitadas.

Contato

Informações adicionais: contato-ebpc@pesquisaemcultura.org

Tá em Choque?

GABI!

Anúncios

Read Full Post »

Acabei de receber um email da Casa das Rosas informando sobre este curso.
Achei muito interessante e provavelmente irei me inscrever.

Segue informações:

O CLIPE (Curso Livre de Preparação do Escritor) é divido em 8 módulos mensais, com aulas as quintas-feiras das 19h30 as 21h30 e aos sábados das 10h as 12h.

Os módulos abordam os principais gêneros literários e seus aspectos formais e históricos com ênfase na abordagem criativa da linguagem.

Para participar do curso, que é gratuito e tem 25 vagas disponíveis, não é necessário que os interessados apresentem formação específica na área de literatura, mas que tenham vontade de produzir obras literárias, em poesia ou prosa, ou possuam algum projeto literário em andamento, livro publicado ou estejam planejando escrever um livro.

A inscrição deve ser feita na recepção da Casa das Rosas, de terça-feira a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 10h às 18h, sendo necessário o preenchimento de uma carta de interesse no ato da inscrição. A avaliação dos candidatos será feita nos dias 20 e 21 de fevereiro e a aprovação será dada por e-mail.

cv_clipe

SERVIÇO
Centro de Apoio ao Escritor – Curso Livre de Preparação do Escritor
Inscrições de 29 de janeiro a 19 de fevereiro de 2013.
Início das aulas em 2 de março de 2013, às 10h.

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Av. Paulista, 37
De terça-feira a sábado, das 10 às 22 horas; domingos e feriados, das 10 às 18 horas
(passível de alteração, de acordo com a programação).
Tel.: (11) 3285-6986 / (11) 3288-9447
E-mail: contato@casadasrosas.org.br

PARA MAIS INFORMAÇÕES, CLIQUE AQUI

Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

A Universidade Guarulhos (UnG) está com as inscrições abertas para 340 cursos de férias. São opções nas áreas de Administração, Contabilidade e Negócios; Arte, Cultura e Esporte; Biologia e Meio Ambiente; Comunicação; Direito, Justiça e Cidadania; Educação; Saúde e Bem-Estar; e Tecnologia e Informática.

E eu irei ministrar três cursos na área de Arte, Cultura e Esporte:

* CRIAÇÃO DE CARTÕES POSTAIS: PAISAGENS

Conteúdo:

Representação de paisagens na pintura na história das artes visuais;
Transformações do gênero paisagem;
Arte postal;
Criação de um local imaginário;
Confecção de cartões postais com paisagens imaginárias.

Aulas: 21/07 [Sáb] 08h00 às 12h00 e 21/07 [Sáb] 13h00 às 17h00.
Certificação: Serão certificados os alunos com, no mínimo, 75% de frequência.

Campus Guarulhos-Centro

* OSWALD DE ANDRADE E O MODERNISMO

Conteúdo

Oswald de Andrade;
Modernismo;
Semana de Arte Moderna;
Tropicalismo;
Literatura e música brasileira contemporânea.

Aulas: 23/07 [Seg] 19h00 às 22h00, 24/07 [Ter] 19h00 às 22h00 e 25/07 [Qua] 19h00 às 21h00.
Certificação: Serão certificados os alunos com, no mínimo, 75% de frequência.

Campus Guarulhos-Centro

* REFLEXÕES SOBRE A ARTE CONTEMPORÂNEA

Conteúdo:

Entendendo a palavra contemporâneo;
Arte através dos tempos;
Pop Art: discussão dos rumos da arte;
Cultura do remix;
Questão mercadológica;
Entendendo a arte hoje.

Aulas: 16/07 [Seg] 19h00 às 22h00, 17/07 [Ter] 19h00 às 22h00 e 18/07 [Qua] 19h00 às 21h00.
Certificação: Serão certificados os alunos com, no mínimo, 75% de frequência.

Campus Guarulhos-Centro

Inscrição e investimento

O processo de inscrição é simples: basta clicar no link “Inscrição” da página da UnG, se cadastrar, escolher o(s) curso(s) e efetuar o pagamento do boleto em qualquer agência ou correspondente bancário.

O investimento é baixo: R$ 20 por curso, mas o prazo para assegurar o pagamento desse valor encerra-se no dia 27/06. Para pagamentos feitos de 28/06 a 10/07, o valor será de R$ 30 por curso. 

 

Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

 

 

Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

Além desse curso incrível (que infelizmente não poderei participar, primeiro porque meu HD está cheio e segundo porque sou assalariada e o horário comercial não me pertence…..), está acontecendo uma exposição desde o dia 17 de Abril e vai até o dia 22 de Julho: “Jorge Amado e Universal – Um Olhar Inusitado Sobre a Obra e o Homem”

A mostra está dividida em módulos distintos, cada um deles dedicado a um aspecto marcante na vida do autor. Não existe a pretensão de esgotar nem a biografia, nem a criação ficcional de Jorge Amado. A ideia é fornecer pistas, sugerir caminhos, para que o visitante fique instigado, tenha vontade de ler e de descobrir mais depois da exposição, aliás, esta é uma característica sempre presente nas exposições realizadas no Museu da Língua Portuguesa.

Mais informações aqui

Museu da Língua Portuguesa
Estação da Luz 
Praça da Luz, s/nº
Centro – São Paulo – SP
(11) 3326-0775
museu@museulp.org.br
 
 
Tá em Choque?
 
GABI!

Read Full Post »

Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

Inicia-se no dia 22 próximo o Festival Internacional de Documentários “É Tudo Verdade” aqui em São Paulo, e se estende até dia 01 de Abril.

 Este festival é o principal evento dedicado exclusivamente à cultura do documentário na América do Sul. Criado em 1996 pelo crítico Amir Labaki, o festival tem exibido anualmente cerca de uma centena de obras não-ficcionais brasileiras e internacionais, entre lançamentos e clássicos, simultaneamente em São Paulo e no Rio de Janeiro. 

Todas as exibições são gratuitas.

A sessão de abertura deste ano será o filme “Tropicália” de Marcelo Machado, que será exibido no CCBB nos dias 24 e 30/03 as 17h e as 17h30 respectivamente.

Sinopse: Liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil, no final dos anos 60, o movimento tropicalista teve seu apogeu na efervescente cena musical polarizada pelos festivais da televisão na época, reveladores dos novos talentos que confrontavam tanto os padrões culturais quanto o cenário repressivo de uma ditadura militar recém-instalada. Misturando a música popular e regional brasileira com a batida do rock internacional, a Tropicália alinhava-se com manifestações simultâneas em outras artes, como o Cinema Novo de Glauber Rocha, as montagens iconoclastas do Teatro Oficina e os parangolés do artista plástico Hélio Oiticica. A curta e intensa história do movimento, sufocado pela prisão e exílio de seus principais nomes, emerge das imagens e testemunhos aqui registrados.

As salas que fazem parte da programação são:

Acesse aqui a programação completa

Mas a indicação de hoje é o documentário “Cartas Para Angola” de Coraci Ruiz e Julio Matos.

No filme, pessoas separadas por um oceano trocam correspondências que circulam entre Brasil, Angola e Portugal, três países que falam a mesma língua e compartilham um passado comum. Por meio de cartas, os personagens — alguns são amigos de longa data, outros que nunca se viram — contam sobre fluxos de migração, saudade, pertencimento, guerra, preconceitos, exílio e distâncias.

O filme será exibido no CCBB (24/03 às 20h30) e na Cinemateca (25/03 às 18h)

Veja o trailer e não perca a exibição !!! Eu estarei por lá……….

Tá em Choque?

GABI!

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: